Compartilhar
Publicado em
7/2/24 8:48 am

Como implementar práticas de compliance em tempos de mudança para proteger sua empresa

Conheça as soluções da CIAL e revolucione a sua gestão de dados de fornecedores
Ligamos para você
Como implementar práticas de compliance em tempos de mudança para proteger sua empresa

Corrupção, lavagem de dinheiro e até mesmo terrorismo tornaram-se razões constantes para as perdas financeiras e de talentos de muitas empresas latino-americanas. Indústrias, governos e regulamentações mudam e reforçam suas diretrizes de negócios com mais frequência do que estamos acostumados, dificultando a adaptação. Qual é a resposta dos profissionais da indústria para isso?

Por que você deve compreender e se adaptar à mudança constante de Compliance?

As práticas de compliance buscam diversos objetivos: proteger as empresas contra sanções, auxiliá-las na prevenção de atividades ilegais e encontrar uma resposta rápida em caso de problemas. De acordo com Lina Anllo, Especialista em Direito Penal, Membro da Associação Mundial de Compliance na Argentina:

"Os programas de compliance tornaram-se uma garantia para as empresas, uma vez que, no caso da prática de um ato ilícito por um membro da organização, a tipicidade ou culpabilidade da organização será excluída ou a sentença será reduzida, conforme o caso. Em outras palavras, poderia servir como proteção para a possível chuva de acusações criminais contra a própria companhia.  

No entanto, a sucessão de surpresas políticas do ano passado em todo o mundo tornou o futuro comercial menos claro. Para os profissionais da área financeira isso representa uma série de desafios, conforme expresso em nosso estudo "Conquering Compliance" do Reino Unido:

  1. "Falhas regulatórias causarão dificuldades para o consumidor."

Quase metade dos participantes (49%) admite que será mais difícil cumprir a regulamentação em 2020. Além disso, 75% dos profissionais de compliance que participaram do estudo acreditam que atrasos relacionados a due diligence terão um efeito negativo na experiência dos clientes.  

Algumas pessoas podem pensar nessa questão como uma preocupação de “nicho”, que impacta apenas uma função na empresa e um pequeno número de funcionários. No entanto, assim como as funções de compliance podem ter benefícios significativos para a organização, os problemas com clientes novos podem ser muito maiores.

  1. “Acomplexidade regulatóriacausa menor integração das empresas".

17% dos entrevistados dizem que este quadro é motivo de preocupação. No entanto, é talvez mais alarmante  que muitas equipes pensem que monitorar o status de conformidade é um desafio hoje. Mais de 28% mencionam que levaria de 3 a 4 dias úteis para identificar e coletar o relatório de um cliente representando riscos regulatórios. Isso, por si só, poderia criar tensão entre as equipes de vendas e conformidade, ameaçar os lucros ou até mesmo ter implicações legais.

  1. “A tecnologia é a melhor maneira de responder às mudanças legislativas.”

Muitas empresas não dão às suas equipes de compliance os recursos  que podem ajudá-las. De forma preocupante, nosso estudo sugere que poucas empresas usam ferramentas de compliance na era digital, que são especialmente convenientes pelo alcance de  seus dados e processos de automação.

Os profissionais de compliance acreditam que o uso da tecnologia é a melhor maneira de responder a um ambiente de constante mudanças e 50% deles afirmam que precisarão investir nisso nos próximos cinco anos. Hoje, no entanto, poucas empresas têm mostrado progresso: apenas 7% tomaram medidas para centralizar e automatizar seus processos, apesar de terem identificado potenciais vantagens. A maioria das companhias não utiliza dados externos, argumentando  que eles representam apenas uma "pequena parte do processo".

  1. As empresas devem entender que compliance não é uma lista de coisas a serem feitas e sim um recurso estratégico essencial.

Isto reflete, em parte, conceitos errôneos sobre as funções de compliance. Através de uma abordagem baseada em dados e riscos, as equipes podem acelerar a aprovação de transações de baixo risco para concentrar seus esforços e análises humanas em casos de alto risco.

Isso pode permitir que as empresas integrem novos clientes o mais rapidamente possível, tornando-as mais atrativas para outros parceiros de negócios. As equipes de compliance podem até mesmo compartilhar suas perspectivas e dados com outras áreas da empresa e fornecer informações valiosas sobre o status de parceiros comerciais e assumir uma posição estratégica dentro da organização.

Os recursos para compliance serão mais completos

O cenário legislativo será mais desafiador e as técnicas de evasão vão se tornar cada vez mais complexas no futuro não muito distante. Neste contexto, as empresas terão de se munir das melhores ferramentas disponíveis para evitar riscos. É difícil ver o que acontecerá nos próximos anos, mas aqueles que estão preparados terão êxito.

Quer saber se as empresas com quem trabalha podem envolver a sua empresa em riscos legais, de reputação ou financeiros?

Clique para saber mais.

A nossa base de 60 milhões de dados de empresas na América Latina, nos permite entregar a você materiais ricos e atualizados sobre o mercado

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.